China envia avião doméstico de passageiros C919 para o céu

2017-05-05 15:26:30丨portuguese.xinhuanet.com
CHINA-SHANGHAI-C919-MAIDEN FLIGHT (CN) O C919, avião de passageiros de grande fuselagem da China, decola em seu primeiro voo em Shanghai, leste da China, em 5 de maio de 2017. (Xinhua/Ding Ting) Shanghai, 5 mai (Xinhua) -- O avião de passageiros chinês de grande porte, o C919, fez o primeiro voo nesta sexta-feira. O voo tornou a China a quarta fabricante de aviões do tipo depois dos Estados Unidos, Europa Ocidental e Rússia. Também é um marco para a Companhia de Aeronave Comercial da China (COMAC, em inglês), a fabricante do C919 com sede em Shanghai. O avião bimotor decolou do Aeroporto Internacional de Pudong, em Shanghai com cinco tripulantes a bordo e nenhum passageiro. O avião decolou ao redor das 14h. O voo de 80 minutos foi aplaudido por mais de mil espectadores na pista, incluindo o vice-premiê Ma Kai e o chefe do Partido em Shanghai, Han Zheng. O "C" no nome da aeronave indica tanto a China como a COMAC, enquanto o "9" simboliza "para sempre" na cultura chinesa, e o "19" representa os 190 assentos do avião. "O primeiro voo foi animador", disse Wu Guanghui, projetista chefe do C919, acrescentando que se trata de um importante avanço na história da aviação civil da China, assim como o começo de uma nova era da manufatura avançada do país. Com uma autonomia de 4.075 quilômetros, o jato de fuselagem estreita é comparável com o Airbus 320 atualizado ou a nova geração 737 da Boeing, sinalizando a entrada do país no mercado de aviação mundial. A China começou a desenvolver aviões de passageiros de grande porte nos anos 1970 e o primeiro, o Y-10, realizou um voo de teste bem sucedido em 1980. Mas o projeto foi abandonado mais tarde. Em 2007, o Conselho de Estado (gabinete chinês) aprovou planos para desenvolver um avião de passageiros grande. Em novembro de 2015, o primeiro jato C919 saiu da linha de montagem. A aeronave recebeu aprovação em abril para começar uma série de testes de taxiamento em alta velocidade, a última fase antes do seu primeiro voo. Mais de 200 mil técnicos trabalharam no projeto. O jato foi projetado e produzido na China e fabricado com recursos do mundo inteiro. É um avanço na cooperação mundial, disse Wu. O C919 incorpora componentes de mais de 30 fornecedores mundiais como Honeywell International Inc. Seus motores foram produzidos por uma joint venture entre a General Electric e a Safran Aircraft Engines.
   1 2 3   
Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo: Telefone: 0086-10-8805-0795 Email: portuguese@xinhuanet.com
010020071380000000000000011100001362597951
亿万先生