Estudiosos e especialistas do mundo elogiam discurso de Xi na cúpula do G20

2017-07-09 00:32:04丨portuguese.xinhuanet.com
Beijing, 8 jul (Xinhua) -- Muitos especialistas e estudiosos do exterior elogiaram o discurso do presidente chinês Xi Jinping, feito na sexta-feira na 12ª cúpula das principais economias do Grupo dos Vinte (G20) em Hamburgo, importante cidade portuária no norte da Alemanha. Ao discursar na cúpula anual dos líderes mundiais, Xi pediu aos membros do G20 que defendam uma economia mundial aberta e um regime de comércio multilateral, pois o crescimento mundial permanece instável apesar dos sinais da recuperação. Xi também pediu esforços conjuntos para fomentar novos motores de crescimento, promover um crescimento mais inclusivo e melhorar a governança econômica mundial. A cúpula do G20 deste ano, realizada sexta-feira e sábado e com o tema de "Formar um Mundo Interconectado", ocorreu em um momento quando o crescimento mundial continua a juntar dinâmica e tanto os países desenvolvidos como as economias do mercado emergente mostram desempenho econômico mais forte apesar das incertezas e fatores desestabilizadores. Gu Xuewu, diretor do Centro para Estudos Mundiais na Universidade de Bonn, disse que o discurso mostrou a determinação firme de Xi de promover a globalização. A ênfase de Xi em trabalhar juntos em direção ao crescimento inclusivo é, de fato, um convite para aqueles que pensam que eles são "perdedores da globalização", para que participem da discussão e exploração de um novo caminho para alcançar a globalização, disse Gu. Também, como disse Xi, "o compromisso do Fórum do Cinturão e Rota é altamente compatível com a meta do G20", o que indicou que o governo chinês vê a Iniciativa do Cinturão e Rota como parte da "globalização nova e inclusiva" e está pronta para incluir as pessoas eurasiáticas que não recolheram totalmente os benefícios da globalização nas atividades de produção mundiais por meio da construção de mecanismos da conectividade terrestre e marítima, segundo Gu. Proposta por Xi em 2013, a Iniciativa do Cinturão e Rota, incluindo o Cinturão Econômico da Rota da Seda e a Rota da Seda Marítima do Século 21, pretende construir uma rede de comércio e infraestrutura conectando a Ásia com a Europa e a África ao longo e além das rotas comerciais antigas. O especialista italiano em geopolítica Fabrizio Franciosi disse que o discurso de Xi reflete o compromisso da China para o desenvolvimento integral de toda a humanidade e a aspiração de uma vasta maioria dos países para a paz e a prosperidade mundiais. Xi defende a construção de uma economia mundial aberta, está comprometido para o caminho de abertura e benefício mútuo e apoia um sistema de comércio multilateral, disse Franciosi, acrescentando "isto serve aos interesses comuns da comunidade internacional". As sugestões de Xi definem um modelo para a governança mundial no futuro e merecem ser postas em prática pelos membros do G20 e a comunidade global mais ampla, disse ele. O discurso de Xi na cúpula permite que as pessoas entendam a direção que a China e os membros do G20 precisam trabalhar para alcançar, isto é, ajustar os desequilíbrios e se empenhar para igualdade, disse o professor Hwang Jaeho, diretor da divisão de estudos internacionais na Universidade de Hankuk de Estudos Estrangeiros e diretor do Centro para Cooperação de Segurança Global. "Eu estou muito impressionado pelo esforço da China para manter uma ordem econômica livre e aberta, em particular as contribuições da China para o crescimento econômico mundial e o desenvolvimento sustentável em um momento em que o protecionismo comercial está aumentando", disse Hwang. "O que o presidente Xi propôs, eu penso, é um novo tipo de relações econômicas mundiais e a China o levou para a fase de implementação de novas relações econômicas mundiais como um importante país responsável", acrescentou ele. Como os Estados Unidos estão atualmente no isolacionismo e adotaram uma política de porta fechada, a China vem segurando firmemente a bandeira de livre comércio, fornecendo alívio a outras principais economias no mundo, disse Oh Ei Sun, membro sênior da Escola S. Rajaratnam de Estudos Internacionais, na Universidade Tecnológica de Nanyang de Cingapura. Xi observou que a inovação, mais que qualquer outra coisa, é uma nova fonte do crescimento, disse Oh, acrescentando que as tentativas da China a este respeito são um esforço para trazer mais benefícios de desenvolvimento econômico para as pessoas. "O modelo chinês (de crescimento) oferece uma inspiração para o desenvolvimento econômico de todos os países", disse Oh.
Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo: Telefone: 0086-10-8805-0795 Email: portuguese@xinhuanet.com
010020071380000000000000011100001364286651
亿万先生