Riscos no setor bancário da China são controláveis, diz orgão regulador

2017-07-12 18:46:08丨portuguese.xinhuanet.com
Beijing, 12 jul (Xinhua) -- O vice-chefe do órgão regulador dos bancos da China disse que os riscos no setor são geralmente controláveis apesar das prolongadas incertezas. Wang Zhaoxing, vice-presidente da Comissão Reguladora de Bancos da China (CRBC), disse à Xinhua que a comissão avançou na prevenção e controle dos riscos. "Mais energia foi canalizada para dissolver os empréstimos vencidos, e as violações no mercado financeiro foram contidas através da competição mais racional e operações comerciais mais normais", disse Wang, acrescentando que os casos ilegais de arrecadação de fundos caíram substancialmente. Os empréstimos de retorno duvidoso permaneceram em um nível baixo na China. A proporção dos créditos desse tipo dos bancos chineses ficou em 1,86% no final de maio, com liquidez estável e capital e provisão abundantes. "A rentabilidade e a resistência a riscos dos bancos chineses são boas em comparação com o restante do mundo, e a influência internacional também está em alta", disse Wang. Wang fez o comentário em meio à atual campanha nacional de contenção dos riscos financeiros e desavalancagem já que uma economia forte fornece mais espaço para estas medidas, que em parte pretendem aliviar os impactos do aumento da taxa de juros nos Estados Unidos. Os bancos e outras instituições financeiras da China estão sujeitos a uma supervisão mais estrita, e ações foram tomadas contra as irregularidades, como os bancos-fantasmas. Wang indicou que a situação permanece crítica, e que para a comissão "Nenhum risco será deixado para trás e nenhum perigo será esquecido". Ele advertiu sobre falhas das empresas endividadas, aumento das atividades financeiras nos mercados cruzados e trans-industriais, e flutuações mais rígidas. Wang também destacou o papel dos bancos na revitalização da economia real. Os bancos comerciais melhoraram suas estruturas de crédito, reduzindo os negócios interbancários e expandindo o crédito para a economia real, de acordo com Wang. "O apoio financeiro foi fortalecido para os grandes projetos nacionais e a nova economia", acrescentou. No final de maio, os empréstimos vencidos para as micro e pequenas empresas situavam-se em 28 trilhões de yuans (cerca de US$ 4,11 trilhões), um aumento de 14,9% em termos anuais. Os empréstimos vencidos para o setor agrícola totalizaram 29,6 trilhões de yuans, um crescimento de mais de 40% em comparação com o nível do final de 2012. Os bancos chineses também ajudaram a cortar a capacidade de produção excessiva, construir moradias de preço acessível, reduzir cargas corporativas e impulsionar a desavalancagem, disse Wang. Os lucros líquidos de todos os emprestadores chineses atingiram 493 bilhões de yuans no primeiro trimestre, representando um crescimento anual de 4,6%, de acordo com a CRBC. O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, reiterou no final de junho o controle dos riscos financeiros em meio à forte recuperação da economia, dizendo que medidas foram tomadas para dissolver os pontos de risco.
Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo: Telefone: 0086-10-8805-0795 Email: portuguese@xinhuanet.com
010020071380000000000000011100001364385211
亿万先生